Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Largo da Batata vai nomear estação da Linha 4 -Amarela

A estação Faria Lima da Linha 4 " Amarela do metrô vai incluir Largo da Batata no nome. A mudança está prevista no projeto de lei 1.262/2014, de autoria do deputado estadual Carlos Neder, já aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo, e faz jus à história da região e à memória da população presente na colonização do local. A proposta aguarda a sanção do governador do Estado, Geraldo Alckmin. O deputado Neder ressalta a importância de identificar a estação pelo nome em que tradicional e historicamente o local ficou conhecido, preservando a memória e a construção da identidade da região. "Em que pese a homenagem ao ex-prefeito de São Paulo (que dá nome à avenida que corta o Largo da Batata), reconhecemos ser de grande importância a preservação da memória e a valorização da sua população. Bem se sabe que a memória é um direito do cidadão e tem papel fundamental na construção de uma nação e na identidade de seu povo", justifica o projeto. Foi o comércio de batatas realizado no entorno do entreposto agrícola Mercado dos Caipiras (hoje chamado Mercado Municipal de Pinheiros) que deu origem ao apelido para a vasta área que compreende o mercado, a igreja, a praça e as avenidas do entorno do Largo de Pinheiros. Em 2012, por meio da Lei Municipal 15.615/12, o lugar passou a se chamar oficialmente Largo da Batata. De acordo com o projeto que propôs a mudança no nome da estação, o Largo da Batata pode e deve ser visto como retrato da cultura e origem de seu povo. Nesta esfera, o comércio e a comida estão relacionados a aspectos da tradição e da história, e também ao modo de viver e agir de seus frequentadores. "Do convívio entre seus elementos surge a troca de costumes, sabores e crenças, atreladas ao conhecimento adquirido ao longo do tempo, através do saber popular. Este saber é que permite ao cidadão comum se considerar inserido num contexto sociocultural, que lhe outorga uma identidade", justifica o projeto. Por volta de 1930, bondes elétricos chegaram para ligar definitivamente o centro da cidade ao bairro de Pinheiros, fortalecendo o uso do Largo como sub-centro da cidade e local de passagem (característica iniciada na época pré-colonial). Considera-se assim o Largo da Batata uma região emblemática na construção da cidade de São Paulo.
09/01/2018 (00:00)
Visitas no site:  566
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia